terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Mulher dá à luz quadrigêmeos e pais recebem doações






Um casal de Montes Claros, Região Norte de Minas Gerais, vive uma emoção um tanto quanto incomum. Após ter problemas na primeira gravidez e, consequentemente, terem perdido a criança, eles tiveram, no último dia 20, quadrigêmeos, três meninos e uma menina. Os bebês permanecem no berçário do Hospital Universitário Clemente de Faria (HUCF) e passam bem.

Depois de a mãe passar por uma gravidez ectópia - que acontece fora do útero -, ela teve que retirar uma das trompas e descobriu que não mais poderia engravidar naturalmente. Eles então optaram pela fertilização “in vitro”, que é feita em laboratório e, ao fim do processo, o “pré-embrião” é colocado no útero da mulher. Dezesseis dias depois, eles receberam a notícia de que a tudo tinha dado certo e ela carregava quatro filhos. “Quando descobrimos, foi uma surpresa. Primeiro veio a preocupação de como iríamos criar quatro crianças, mas com o tempo, Deus nos deu serenidade e está sendo uma experiência fantástica. Agora é juntar forças e energia para criar meus filhos. Eu fico o tempo inteiro na maternidade olhando para eles”, conta a mãe.

A ginecologista responsável pelos primeiros meses do pré-natal de Cláudia, Simone Marinho, disse que a gravidez foi muito tranquila.O fato de a doutora ser mãe de trigêmios trouxe muito conforto aos pais. “Isso me ajudou muito, pois ela me deu muitas dicas de como seria a gravidez e quais os cuidados deveria ter após o nascimento das crianças”, afirmou Cláudia.

O pai de Artur, Heitor, Felipe e Lívia contou que é impossível não se sentir surpreso. Alysson Hayalan Freitas, 34 anos, falou que, como a fertilização “in vitro” é considerada cara, foi difícil arrecadar fundos. “Quando disseram que minha esposa não poderia mais engravidar do jeito comum, começamos a maratona para realizar nosso sonho. Organizamos diversos eventos para arrecadar dinheiro e, graças à ajuda de amigos, deu certo. O tratamento custou R$ 15 mil. Depois que descobrimos que seriam quatro, fiquei uma semana sem dormir, mas com certeza foi uma bênção. Estamos agora recebendo doações de vários amigos. E toda ajuda é bem vinda”, relata o trabalhador autônomo.

Ele disse ainda que o parto aconteceu alguns dias antes do previsto e que nada seria possível sem a ajuda dos médicos e funcionários do HUCF. “Todos do hospital foram muito atenciosos e nos ajudaram em tudo o que precisamos. Sou muito grato a eles”.

As crianças permanecerão na UTI até que cheguem ao peso ideal, que é de dois quilos. Eles já devem ir para casa nos próximos dias.

Doações
Os pais estão recebendo doações. A campanha para a coleta de donativos é feita pelo Grupo de Trabalho de Humanização (GTH) e pela Associação das Voluntárias Amigas do Hospital Universitário (Avahu). Podem ser doados produtos como leite em pó e fraldas descartáveis, eles devem ser entregues diretamente no HUCF. Quem quiser colaborar pode ligar para os telefones (38) 3222-2685, (38) 3224-8289 e (38) 9153-0939 (falar com Darlene Machado, presidente da Avahu) ou manter contato com o GTH/HUCF, pelo telefone 3224-8228. Quem preferir falar direto com Alysson, devem entrar em contato pelo telefone (38) 9955-2217.
 
Estado de Minas

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Oi, meu nome é Cláudia Raposo, sou a mãe dos quadrigêmeos, agradecemos a todos pelo carinho e pelas doaçoes recebidas, nossos bebês estão lindos, graças a Deus está tudo bem com eles.

    ResponderExcluir