sexta-feira, 11 de novembro de 2016

72% aprovam proposta de reforma do ensino médio, diz pesquisa Ibope Foram entrevistadas 1.200 pessoas, entre 30 de outubro e 6 de novembro.

A reforma do ensino médio, apesentada pelo governo federal por meio de medida provisória no fim de setembro, tem a aprovação de 72% dos brasileiros. A conclusão é de uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) encomendada pelo Ministério da Educação (MEC), na qual foram entrevistadas 1.200 pessoas, entre 30 de outubro e 6 de novembro. A margem de erro é de 3%.
Entre outras mudanças, o projeto propõe a ampliação do número de escolas em período integral, a definição de disciplinas optativas na grade curricular e a possibilidade de o aluno eleger uma área de conhecimento para priorizar. A reforma causou polêmica após não mencionar a obrigatoriedade do ensino de filosofia, sociologia e educação física, deixando a critério do que será definido na Base Nacional Comum Curricular, ainda não finalizada. Outro item que gerou comentários foi relativo à formação de docentes: passaria a ser permitido que profissionais com “notório saber” dessem aula nas escolas.
Gráfico mostra resultados da pesquisa encomendada pelo MEC sobre a reforma do ensino médio.  (Foto: )
Gráfico mostra resultados da pesquisa encomendada pelo MEC sobre a reforma do ensino médio.
Na pesquisa do Ibope, os entrevistados tiveram de opinar sobre algumas medidas que integram a reforma do ensino médio. Sobre a ampliação no número de escolas com período integral, 85% se disseram a favor e 14% contra (o restante não sabe ou não respondeu). Acerca da ampliação da carga horária de cerca de 800 horas anuais para 1.400 horas, a porcentagem de aprovação diminui: 56% declararam defender a medida, 39% foram contrários a ela e 6% não sabem/não responderam.
Segundo a pesquisa, a liberdade de escolas organizarem as aulas em áreas de competência, em vez de montar as tradicionais grades curriculares por disciplinas, recebeu o consentimento dos entrevistados: 77% deles foram favoráveis, 19% se mostraram contra e 4% não souberam ou não responderam. Além disso, uma parcela de 70% de brasileiros acredita que os alunos devem ter a opção de eleger as matérias que querem cursar ou decidir pelo ensino técnico profissionalizante.
Avaliação da educação
Quando questionados sobre como avaliam a educação no Brasil atualmente, 1% dos entrevistados responde como “ótima”; 8% afirmam que é “boa”; 37%, regular; 20%, ruim; e 34%, como péssima.
PEC do Teto de Gastos
A pesquisa também questionou os entrevistados sobre a PEC 241 ou PEC do Teto de Gastos. Do total de 1.200 pessoas, 59% aprovam, 35% desaprovam, 4% não sabem e 2% não responderam.

A PEC foi definida pelo Ibope como "uma iniciativa que tem como objetivo limitar as despesas do Governo Federal." A pergunta feita foi: "O sr (a) aprova ou desaprova essa iniciativa?"
Gráfico mostra aprovação dos brasileiros sobre a PEC 241 (Foto: )
Gráfico mostra aprovação dos brasileiros sobre a PEC 241

sábado, 9 de abril de 2016

STF concede liminar favorável ao RN suspendendo devolução de repasses ao Fundeb

STF concede liminar favorável ao RN suspendendo devolução de repasses ao Fundeb ASSECOM/RN08 abr 2016 20:29 Uma liminar deferida pelo Supremo Tribunal Federal na tarde desta sexta-feira (8) concedeu ao Rio Grande do Norte uma vitória na área de educação.  O despacho do ministro Marco Aurélio Mello impediu a compensação de R$ 192.404.582,50 referentes ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação. A ação recomendava que o RN teria de devolver os valores dos repasses do exercício 2015 oriundos do Fundeb, de acordo com cálculos realizados à época. Devido a um novo entendimento foi verificado que o estado não teria direito a complementação do Fundo e deveria ressarcir os quase R$ 200 milhões já neste mês. De acordo com a Procuradoria Geral do Estado, a defesa apresentada alegou que o RN agiu de boa fé ao receber os repasses do Fundeb, bem como questionou os critérios utilizados na elaboração dos cálculos realizados pela União.   O governador Robinson Faria, que liderou uma comissão formada por pastas do Governo, bancada federal e prefeituras potiguares nas reuniões em Brasília, falou sobre a decisão do STF favorável ao RN. “Esse foi um parecer muito importante para continuarmos evoluindo na educação. O entendimento do Supremo nos deixou muito felizes porque poderemos manter o planejamento traçado com muito cuidado desde o início da nossa gestão”, afirmou o chefe do Executivo Estadual. Segundo o procurador-Geral do Estado, Francisco Wilkie Rebouças, “não justifica o estado ter que devolver o valor ao Governo Federal por ter agido de boa fé. Outra coisa é que, se fosse feita a devolução, as escolas do estado teriam de parar porque dependemos também dos recursos do Fundo para manter a educação do RN funcionando”, declarou. 

Concurso de Acari

Prefeito de Acari Autoriza Prefeito de Acari Autoriza Concurso Público

 
 
O Prefeito de Acari-RN, Isaias de Medeiros Cabral, autoriza a realização de concurso público para o provimento de 122 (cento e vinte e dois) cargos do Quadro Permanente do Município de Acari/RN, e nomeia os membros da Comissão Especial de Supervisão e Acompanhamento do Concurso Público, para acompanhamento, fiscalização e avaliação do referido Concurso Público.
 
A comissão será composta pelos seguintes servidores: Diógenes de Araújo Santiago (Secretário Municipal de Administração); Teresa Cristina dos Santos Medeiros (Secretária Municipal de Planejamento); Virgínia Lélia Cunha Galvão (Secretária Municipal de Saúde); Hipólito Pires Galvão Neto (Agente de Endemias); e Juarez Alves da Silva (Diretor Geral da Câmara Municipal).
 
Entre as vagas oferecidas estão 13 para professor nível I, 10 para ASG, 6 para técnico em enfermagem entre outros cargos, e todo processo do concurso será realizado pela Associação Técnica Cientifica Ernesto Luiz de Oliveira Junior (ATECEL).
 
A portaria também autorizada a inclusão de vagas para provimento de cargos públicos no Município de São Vicente/RN, com base na orientação formulada pelo Representante do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte em atuação na Comarca de Florânia/RN.



Fonte: www.femurn.org.br
 
 
 
O Prefeito de Acari-RN, Isaias de Medeiros Cabral, autoriza a realização de concurso público para o provimento de 122 (cento e vinte e dois) cargos do Quadro Permanente do Município de Acari/RN, e nomeia os membros da Comissão Especial de Supervisão e Acompanhamento do Concurso Público, para acompanhamento, fiscalização e avaliação do referido Concurso Público.
 
A comissão será composta pelos seguintes servidores: Diógenes de Araújo Santiago (Secretário Municipal de Administração); Teresa Cristina dos Santos Medeiros (Secretária Municipal de Planejamento); Virgínia Lélia Cunha Galvão (Secretária Municipal de Saúde); Hipólito Pires Galvão Neto (Agente de Endemias); e Juarez Alves da Silva (Diretor Geral da Câmara Municipal).
 
Entre as vagas oferecidas estão 13 para professor nível I, 10 para ASG, 6 para técnico em enfermagem entre outros cargos, e todo processo do concurso será realizado pela Associação Técnica Cientifica Ernesto Luiz de Oliveira Junior (ATECEL).
 
A portaria também autorizada a inclusão de vagas para provimento de cargos públicos no Município de São Vicente/RN, com base na orientação formulada pelo Representante do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte em atuação na Comarca de Florânia/RN.



Fonte: www.femurn.org.br
 

quarta-feira, 16 de março de 2016

Seguro dos pescadores

Ministro do Supremo restabelece pagamento de seguro-defeso

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), derrubou nesta sexta-feira (11) uma decisão tomada em janeiro pelo presidente da Corte, Ricardo Lewandowski, e restabeleceu decreto legislativo aprovado pelo Congresso que garante aos pescadores o pagamento do seguro-defeso, benefício previdenciário concedido pelo governo durante o período de proibição da pesca.

No recesso do Judiciário, Lewandowski concedeu liminar para suspender o decreto, aprovado em dezembro pelos parlamentares, por entender que havia risco aos cofres públicos.

O relator do caso, ministro Barroso, ao reavaliar a situação, derrubou a liminar porque considerou que o interesse do governo na suspensão do benefício era meramente fiscal. Para ele, o decreto tem intenção de proteger o meio ambiente, garantindo os benefícios aos pescadores em período de reprodução de peixes. O caso ainda terá que ser analisado em definitivo pelo plenário do Supremo.

Barroso ressaltou que a decisão de Lewandowski foi "prudente", mas que, após ouvir os envolvidos no caso, verificou que o interesse fiscal não poderia prevalecer. Cerca de 500 mil pescadores recebem o benefício. “Há, portanto, indícios robustos de que as razões ambientais não foram aquelas que predominaram na decisão de suspender o período de defeso”, afirmou Barroso.

Cada pescador beneficiado com o seguro-defeso recebe um salário mínimo mensal por até cinco meses como forma de compensação pelo período de proibição da pesca artesanal. Originalmente, o defeso foi suspenso por uma portaria dos Ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente, para recadastramento. A portaria, no entanto, foi posteriormente derrubada pelo decreto do Congresso.

A ação foi apresentada pela presidente Dilma Rousseff, que alegou "incerteza" em relação aos destinatários do benefício, defendendo ser necessário realizar um recadastramento dos pescadores para evitar fraudes no recebimento. Além disso, argumentou ser preciso reavaliar o período para a preservação dos peixes.

Segundo o Ministério da Agricultura, a liberação da pesca não causaria impacto no meio ambiente. Deputados contrários à portaria, porém, argumentaram que a liberação da pesca no período reprodutivo poderia comprometer a produção pesqueira no futuro.

Fonte: G1

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Homenagens para os Professores


Verdades da Profissão de Professor

Ninguém nega o valor da educação e que um bom professor é imprescindível. Mas, ainda que desejem bons professores para seus filhos, poucos pais desejam que seus filhos sejam professores. Isso nos mostra o reconhecimento que o trabalho de educar é duro, difícil e necessário, mas que permitimos que esses profissionais continuem sendo desvalorizados. Apesar de mal remunerados, com baixo prestígio social e responsabilizados pelo fracasso da educação, grande parte resiste e continua apaixonada pelo seu trabalho.
A data é um convite para que todos, pais, alunos, sociedade, repensemos nossos papéis e nossas atitudes, pois com elas demonstramos o compromisso com a educação que queremos. Aos professores, fica o convite para que não descuidem de sua missão de educar, nem desanimem diante dos desafios, nem deixem de educar as pessoas para serem “águias” e não apenas “galinhas”. Pois, se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda.

segunda-feira, 12 de maio de 2014

COMEÇAM HOJE AS INSCRIÇÕES PARA O ENEM


untitled 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 serão abertas nesta segunda-feira (12) e podem ser feitas até as 23h59 do dia 23 de maio no site enem.inep.gov.br. O exame será realizado nos dias 8 e 9 de novembro. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), autarquia do Ministério da Educação, a expectativa é de que até 8,2 milhões de estudantes se inscrevam neste ano. Em 2013, mais de 7,1 milhões de candidatos se inscreveram e mais de 5 milhões fizeram as provas.

A taxa de inscrição é de R$ 35, e o pagamento do boleto deve ser feito até o dia 28 de maio. Ficarão isentos da taxa todos os estudantes de escola pública e alunos que comprovarem ter renda familiar mensal inferior a R$ 1.086.
Assim como nos anos anteriores, o Enem ocorrerá em dois dias seguidos. No sábado, dia 8, os participantes farão as provas de ciências humanas e ciências da natureza, entre as 13h e as 17h30 (horário de Brasília). No domingo, dia 9, serão aplicadas as provas de linguagens e códigos, matemática e redação. Nesse dia, o tempo de prova será mais longo, entre as 13h e as 18h30 (horário de Brasília).
Segundo o MEC, serão impressas 18,3 milhões de provas (incluindo normal, ampliada, ledor e braile – estas três últimas, para quem tem diferentes graus de deficiência visual), em 1.699 municípios. Este ano, 785 mil funcionários vão ajudar na realização do exame, entre coordenadores de locais de aplicação, assistentes de coordenação, chefes de sala, fiscais e apoio. Em todo o Brasil, haverá 16,6 mil locais de prova.

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Bolsistas do PIBID realizam projeto na EEPIBA


No dia 29 de maio de 2014, a equipe dos bolsistas PIBID de química do IFRN Campus Currais Novos promoveram o projeto Ciências: Investigação e compreensão envolvendo diversas disciplinas.
O projeto é destinado aos alunos do ensino médio da Escola Estadual Professora Iracema Brandão de Araújo. As experiências proporcionará um aprendizado mais significativo sobre temáticas de Ciências, além de permitir intensificar os vínculos entre os pibidianos de Química e toda a equipe que compõe a determinada escola, possibilitando um rico processo de formação para a docência e uma aprendizagem significativa para os alunos da Educação Básica.