sábado, 27 de março de 2010

Tribuna do Norte | Secretaria vai contratar professores temporários

Tribuna do Norte | Secretaria vai contratar professores temporários

Tribuna do Norte | Educação promove mudanças no ensino médio

Tribuna do Norte | Educação promove mudanças no ensino médio

Tribuna do Norte | Mais perto dos estudantes

Tribuna do Norte | Mais perto dos estudantes

quarta-feira, 17 de março de 2010

Investimentos na Educação.

Um aluno da educação básica custou ao Brasil R$ 2.632 anuais, sendo que o maior investimento está nas séries finais do ensino fundamental (6° ao 9° ano), com um custo de R$ 2.946 por estudante ao ano. De acordo com a série histórica divulgada pelo ministério, de 2000 para 2008 o valor investido por aluno na educação básica passou de R$ 808 para R$ 2.632 - mais do quetriplicou. Apesar do aumento, ainda é pouco mais do que os valores mensais cobrados por escolas particulares.

No ensino superior, o valor investido por aluno foi de R$ 14.763 . É como se cada universitário custasse cinco vezes mais do que um estudante da educação básica. Apesar de ainda ser grande a discrepância, essa relação vem diminuindo. Em 2000, por exemplo, o investimento em um aluno do ensino superior era 11 vezes maior do que na educação básica. A meta do MEC é reduzir para quatro essa proporção, o que é recomendado pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Quanto custa um aluno

Educação Básica (total)

R$ 2.632

Educação Infantil

R$ 2.206

Ensino Fundamental (anos iniciais)

R$ 2.761

Ensino Fundamental (anos finais)

R$ 2.946

Ensino Médio

R$ 2.122

Ensino Superior

R$ 14.763

*valores anuais referentes a 2008. Fonte: Inep/MEC

segunda-feira, 15 de março de 2010

Parada Nacional dos trabalhadores em educação.

CNTE promove greve geral na Educação nesta terça-feira (16)

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) está organizando para esta terça-feira (16) uma paralisação geral da Educação em prol do Piso Salarial Nacional. O objetivo é demonstrar ao Supremo Tribunal Federal a insatisfação pelo protelamento que vem ocorrendo com relação à votação do Piso.

Para a coordenadora geral do SINTE-RN, Fátima Cardoso, a categoria tem que se mobilizar pois os governadores, prefeitos e o próprio MEC não cumprem o que determina a lei do Piso.
Fátima convoca todos os trabalhadores em Educação (funcionários e professores) a parar nesta terça-feira. “Mesmo com a greve devemos fortalecer a luta nacional” conclui a coordenadora.

Educar é acima de tudo transformar.

"OS QUATRO PILARES DA EDUCAÇÃO."

- A declaração Mundial sobre a Educação para todos, aprovada em 1990, destaca que toda pessoa adulta, adolescente ou criança deve ser beneficiada com uma formação que atenda às suas necessidades de aprendizagem (leitura, escrita, cálculos, expressão oral e resolução de problemas) e que a educação deve transmitir de forma maciça e eficaz cada vez mais saberes e o saber-fazer evolutivos, pois essas são as bases das competências do futuro.
- Cabe à educação fornecer ao cidadão a cartografia de um mundo complexo e constantemente agitado e, ao mesmo tempo, a bússola que permite navegar por ele.
- Ela deve organizar-se por meio de quatro tipos de aprendizagem consideradas fundamentais para os seres humanos, chamadas de "Pilares do conhecimento."

* Aprender a conhecer: Aprender a aprender por meio de seleção e pesquisa, com objetivo de adquirir instrumentos que levem a compreensão. Esse é um tipo de aprendizagem que visa ao domínio do conhecimento somando sua cultura geral, com a possibilidade de trabalhar profundamente um determinado assunto. Supõe-se o exercício da atenção, da memória e do pensamento.
* Aprender a fazer: Resolver problemas com o objetivo de conseguir agir no meio em que o indivíduo está inserido. È uma aprendizagem relacionada com à formação profissional e conjuga a maneira de adaptar-se à educação do trabalho.
* Aprender a viver com os outros: É fundamental compreender e perceber o outro a fim de participar e cooperar com as pessoas nas atividades humanas. Conhecer a si mesmo e ter consciência das semelhanças e diferenças, bem como a interdependência entre todos do planeta, permitem ao cidadão uma visão ajustada do mundo em que vive.
* Aprender a ser: Engloba respeito e cidadania, via essencial que integra as três precedentes. A educação deve contribuir para o desenvolvimento abrangente _ espírito e corpo, inteligência, sensibilidade, sentido estético, responsabilidade pessoal, espiritualidade _, preparando os jovens para a elaboração de pensamentos autônomos e críticos, capazes de formular seus valores e tomar decisões

Termina a greve dos professores do Estado.

Terminou nesta segunda feira a greve dos professores estaduais, após quinze dias de protestos chega ao fim a paralização dos professores do estado do Rio Grande do Norte. O motivo da greve era a luta pela implantação de um misero salário de R$1.123,00 para professores graduados, uma vergonha, não para os professores que dedicam suas vidas ao ensino, mas principalmente para os "gestores públicos" que disfarsados de estadistas se dizem preocupados com a qualidade do ensino público no país, dá pra ver o tamanho dessa preocupação e do compromisso com o povo brasileiro, basta olhar as condições de trabalho dos educadores na maioria das escolas públicas, nem é necessário verificar os belos "salários" dos professores, mas dizem esses "homens" que educação é prioridade, assim como a saúde, como a segurança, como ..., ..., ...., Qual é o plano?

domingo, 7 de março de 2010

 
Posted by Picasa
 
Posted by Picasa
 
Posted by Picasa

Curiosidades matemáticas

1089 é conhecido como o número mágico. Veja porque:
Escolha qualquer número de três algarismos distintos: por exemplo, 875.
Agora escreva este número de trás para frente e subtraia o menor do maior:
875 - 578 = 297
Agora inverta também esse resultado e faça a soma:
297 + 792 = 1089 (o número mágico)
Aviso: antes que você nos envie um e-mail dizendo que não funciona com determinados números, lembramos que devem ser usado três dígitos no cálculo. Exemplo:
574 - 475 = 099
099 + 990 = 1089
Você sabia que a diferença de um número com o outro que obtemos escrevendo-o de trás para frente é igual a zero ou a um múltiplo de nove? Veja alguns exemplos:

22 - 22 = 0
51 - 15 = 36 (múltiplo de 9)
444 - 444 = 0
998 - 899 = 99 (múltiplo de 9)
1350 - 0531 = 819 (múltiplo de 9)
654321 - 123456 = 530865 (múltiplo de 9)
M atemática é vida.
A vida é unica.
T enha coragem e tente resolver alguns problemas da vida.
E sta é a sua chance de aprender.
M atemática não é um bicho de sete cabeças.
A coisa mais fácil para aprender matemática é se sentar, ler, compreender e exercitar.
T entar resolver problemas difíceis é uma boa alternativa.
I maginar problemas é bom.
C ompreendê-los é muito bom para uma coisa: Aprender.
A arte principal da vida é a MATEMÁTICA.

quinta-feira, 4 de março de 2010

RN é o quinto Estado no índice de desmatamento

Vegetação exclusivamente brasileira e típica da Região Nordeste e do norte de Minas Gerais, a caatinga possui hoje 53,6% de sua cobertura original, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama), que a partir do monitoramento do desmatamento do bioma feito entre 2002 e 2008, revelou ser o Rio Grande do Norte o quinto estado no índice de desmatamento (0,14%), o equivalente a uma área de 1.142 quilômetros quadrados.

O relatório do Ibama ainda informa que o RN tem uma área de caatinga de 49.052 km², dos quais 21.418 km² foram desmatados até 2002, considerando-se que área territorial do estado é de 53.077 km².

Já no período de 2002 a 2008, o monitoramento identificou que dois municípios do Estado estão entre os 20 municípios nordestinos que mais contribuíram com o desmatamento: Mossoró tem uma área de caatinga de 2.110 km² e desmatou no espaço de sete anos 95 km², enquanto em Touros a área desmatada foi de 90 km² de um total de 603 km². Segundo o relatório, neste período, o território devastado da caatinga foi de 16.576 km², o equivalente a 2% de toda a vegetação. A taxa anual média de desmatamento na mesma época ficou em torno de 0,33% (2.763 km²).

A técnica fiscal do Instituto Estadual de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema-RN), Maria Lúcia da Silva, diz que o órgão “tem recebido muitas denúncias” de desmatamento, cujo combate é prioridade no órgão: “Quando isso ocorre, a gente faz todo um trabalho de investigação para identificar as causas e os responsáveis pelo dano ambiental”.

Segundo ela, recentemente os fiscais do Idema receberam a denúncia de desmatamento de uma área em Canguaretama, para o uso da vegetação como lenha. “Foi apreendido um caminhão e outros equipamentos, o pessoal foi levado à Delegacia da cidade para ser aperto processo criminal e civil”, explicou. Maria Lúcia da Silva informou que o órgão dispõe de um telefone para denúncia: o “Alô Idema 0800.281-1975”.

O diretor técnico do Idema/RN, Fábio Góes diz que 97% do território potiguar é susceptível à desertificação, inclusive por se localizar no chamado Polígono das Secas.

Segundo ele, a problemática da desertificação deverá ser discutida ainda neste primeiro semestre em Natal, com a realização de uma conferência estadual preparatória para uma conferência nacional a se realizar em 17 de junho, no Recife (PE), da mesma forma que em agosto o Rio Grande do Norte também participa da Conferência Internacional de Combate à Desertificação, a se realizar em Fortaleza (CE).

Góis informa que este ano ainda será implementado o Plano Estadual de Combate à Desertificação, em que o Idema funcionará como colaborador da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh).

Greve dos Professores do Estado continua.

Professores recusam proposta e mantêm greve
Publicação: 04 de Março de 2010 às 17:03imprimircomentarenviar por e-emailcompartilhartamanho do texto A+ A- Professores da rede estadual de ensino decidiram em assembleia na tarde desta quinta-feira, em Natal, decidiram manter a greve por tempo indeterminado, apesar da proposta de reajuste de 15% apresentada na manhã de hoje à categoria.

Segundo a coordenadora do Sinte-RN, Fátima Cardoso, a forma como esse percentual foi distribuído não contempla toda a categoria. Além disso, nesse valor proposto pelo governo está incluída a gratificação que, se retirada, não chega aos 15%.

A categoria vai formular ainda nesta quinta-feira um documento e encaminha ao Governo informando que não aceitaram a proposta. Nesta sexta-feira, às 9h, os professores se reúnem em frente à Assembleia Legislativa, no Centro.

terça-feira, 2 de março de 2010

Professores do Estado entram em greve.

Professores do Estado estão em greve
Publicação: 02 de Março de 2010 às 00:00

* imprimir
* comentar
* enviar por e-email
* compartilhar

tamanho do texto A+ A-
Greve dos professores da rede estadual de ensino deixa 350 mil alunos sem aulas a partir de hoje. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte/RN) decidiu parar as atividades na manhã de ontem, em assembleia, data de início do ano letivo. Na manhã de hoje os professores vão às salas de aula apenas para informar aos alunos sobre a decisão da categoria.
Alex RégisProfessores decidem em assembleia entrar em greve e hoje devem ir às escolas apenas para informar os estudantes sobre o movimentoProfessores decidem em assembleia entrar em greve e hoje devem ir às escolas apenas para informar os estudantes sobre o movimento

Parte da pauta de reivindicações foi antecipada, segundo a presidente do Sinte, Fátima Cardoso. “Em função do calendário eleitoral — seis meses antes da eleição o governo não pode autorizar reajustes salariais — adiantamos a parte salarial. Infraestrutura, falta de professores e condições de trabalho serão discutidas adiante”, afirmou.

Os professores querem a implementação do piso salarial, bem como o plano de carreira para os funcionários da educação e as correções quanto aos salários dos aposentados. De acordo com a coordenação do Sinte/RN, o salário do professor do ensino médio é R$ 712,00 e o pleito é que o governo eleve para R$ 1.312,00. Já os professores do nível superior recebem R$ 930,00 e passaria para R$ 1.836,00.

A rede estadual de ensino tem 20 mil professores ativos, 13 mil aposentados e 12 mil funcionários. O comando de greve pretende mobilizar nos próximos dias professores e servidores das 756 escolas da rede estadual.

Além da greve na rede estadual, o sindicato coordena desde o último dia 18 de fevereiro a paralisação das atividades da rede municipal ensino de Natal. Na sexta-feira passada uma decisão de tutela antecipada em favor da Prefeitura de Natal, concedida pela 3ª Vara da Fazenda Pública, acatou o pedido de ilegalidade da greve.